Sábado, 17 de Novembro de 2018

Bom humor

No Jornal do Fundão, em artigo muito interessante assinado por David Caetano dedicado à Senhora da Penha da Gardunha, pode ler-se o seguinte : “O relato de alguns episódios mostra bem que esta romaria era tudo menos monótona, referindo-se, entre “rixas indecentes e criminosas”, a cruz de prata processional das gentes de Castelo Novo, que estava toda amolgada das pedradas que tinha levado, ou ainda o episódio da destruição acidental da própria imagem de Nossa Senhora da Serra, por um grupo de moradores de Valverde, tendo esta acabado por ser substituída por uma outra imagem custeada pelas gentes do Souto da Casa.” Interessante e curiosa é a menção do grupo de moradores de Valverde que destruiu a imagem da santa.Não que seja uma novidade para mim esta revelação,pois que de há muito a conhecia e a considerar pouco realista.Sei que lendas e historietas pululam no imaginário popular e como diz a tradição, quem conta um conto acrescenta-lhe um ponto Aqui chegado começo a lembrar-me de que um dia alguém classificou o povo de Valverde como sendo originário dos Lusitanos,mas dos Lusitanos guerreiros. Daqueles que o romano invasor catalogou como sendo o povo que não se governa nem se deixa governar! A minha curiosidade é a de saber se tal empreitada terá sido executada por um desses comandos residuais adormecidos.É que para tal investida teriam de passar,pelo menos,por territórios de outras duas freguesias, e sabemos como era difícil a circulação entre vizinhos. A ter sido assim,aquele grupo de moradores executou,como agora se diz em linguagem bélica, uma excelente operação com resultados desastrosos,visto terem destruído a imagem da santa ainda que acidentalmente. Lembro,também, que quanto a questões de santos o nosso imaginário colectivo tem dessas lendas e histórias bem vivas.Estou a lembrar a lenda do São Miguel conhecida por todos os valverdenses como uma questão até hoje mal resolvida e não aceite.Sabiam que todos os anos os romeiros de Valverde se dirigem à feira noutra localidade e que tem o nome do santo padroeiro desta terra? Sabiam da discórdia havida entre vizinhos ,na década de 60 do século passado,por causa de um outro anjo ,este da guarda,que teimou em mudar de pedestal duas vezes em escassos quinze dias? Acho que de santos temos bem o quanto nos baste.Afinal os de Valverde não são nenhuns santos! Talvez por tudo isto, ocasionalmente terá chegado à capital tal fama , um tal impostor de relvas decidiu castigar de forma soez os tais decendentes lusitanos.E,lá pensou( pensa?) que era preciso acabar com tal raça.Consultou uns energúmenos locais e a vingança saiu em forma de lei.Já que tal gente não se governa nem se deixa governar,acabamos já com a sua autonomia de séculos e reduzimo-los à prepotência municipal. Se nas considerações acima aduzidas as coisas são levadas “para o lado da brincadeira” , a ultima referência é,por enquanto,uma triste realidade. Por fim, o melhor é encarar estas coisas com espírito aberto,com jovialidade e bons humores.O melhor é irmo-nos rindo,por que rir faz bem ao corpo e à mente.

publicado por valverdinho às 18:29
link do post | favorito
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2018

MPF Memória

Há já doze anos andava no ar a irreverência e o bom gosto.Pois,já foi em 2006 que se apresentou aquilo que foi uma grande novidade fruto do trabalho e inspiração de alguns tipos de boa qualidade.Refiro-me ao MPF- Movimento Pouca Farinha.Não sabe o que é? Vá ao youtube e lá encontra a resposta.Os mentores ainda andam por aí,cumprimentos.

publicado por valverdinho às 15:09
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Bom humor

. MPF Memória

. o jogo do pião

. Grande Lição

. Tristes figurantes

. orgulho de valverdenses

. Memória de maio

. Monumentos e sítios

. DIA DA FREGUESIA

. Valor excepcional

.arquivos

. Novembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds