Domingo, 17 de Junho de 2007

Os Largos,seu nome e história - 1

Os largos da freguesia

 

Uma das coisas que a POPUVAL veio fazer ressurgir foi a importância dos largos da freguesia. E são vários: Largo da Amoreira,Largo do Espírito Santo, da Corredoura,da Lage,do Outeiro ,do Boeiro,da Cruz das Almas,de São Sebastião,dos Arais,Terreiro da Coxa,da Fonte ,o Arraial.

Os largos são lugares espaçosos onde desembocam várias ruas, têm um nome,uma história e sempre foram de grande utilidade para a terra.

 

O Largo da Amoreira ou Largo da Praça

O Largo da Amoreira ,o maior da freguesia, deverá o seu nome a ter ali existido uma grande amoreira.É sabido que com a instalação da fábrica da seda no Fundão,mais exactamente no edifício que hoje alberga os Paços do Concelho, a mando do Marquês de Pombal se plantaram amoreiras em grande quantidade ,para satisfação da produção da seda na fábrica do Fundão.Ora,é muito comum em várias terras do concelho haver um largo ou uma rua com o nome de amoreira.É,também,sabido que por volta do ano de 1867 esta árvore foi atacada por um bicho ,moriens,que dizimou a grande maioria das amoreiras que tanta importância tiveram na economia desta zona.

Anteriormente o Largo da Amoreira também foi conhecido como Largo da Praça. Este nome advém-lhe de onde? Largo da Praça por ser o maior.Aqui se juntava o povo para as suas grandes manifestações comunitárias.Aqui se vendiam os produtos agrícolas produzidos na freguesia ou oferecidos por comerciantes ambulantes (ainda hoje muita gente se lembra de vir o peixeiro/sardinheiro vender aqui).Aqui se realizavam os espectáculos de circo ambulante que de vez em quando visitavam a nossa terra.Aqui se realizou um último espectáculo de fantoches que nos visitou (e ainda me recordo chamava-se de Zé Broas e mais qualquer coisa que não posso lembrar). 

Mas este lugar da Praça era o lugar onde os trabalhadores rurais se juntavam oferecendo seu trabalho braçal aos proprietários que os quisessem contratar para as suas terras. Aqui o proprietário contratava os jornaleiros que precisava e a quem pagava uma jorna que aqui era combinada.

Jornaleiro era o trabalhador rural que trabalhava ao dia e que recebia em troca a jorna ou salário diário.

Era ,também, aqui que aos domingos os patrões acertavam as contas com os seus trabalhadores que viviam nas quintas.Eram chamados de pessoal da folha.Quer isto dizer que este residentes nas quintas trabalhavam a tempo certo para um grande proprietário agrícola e que aos domingos vinham receber o seu salário (fazer a folha) e vender alguns produtos agrícolas. E Esta cerimónia era de tal maneira importante que o Pároco da freguesia justificou  em 1858 em Acta da Junta da Paróquia a mudança da hora da missa dominical para o meio dia,a fim de que os habitantes da folha a ela pudessem assistir e tratarem em seguida dos seus assuntos.

Daí que até ainda há poucos anos se ouvisse chamar de pessoal da folha às pessoas que moravam no campo.

 

 

publicado por valverdinho às 16:53
link | favorito
1 comentário:
De curioso a 21 de Junho de 2007 às 18:38
atão na há mais novidades?


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Memória

. Cucos

. O entrudo

. Concordo

. Bom humor

. Mais vale tarde ...

. Centenário

. Aviso à navegação

. coisas simples

. Sinais mudos dos tempos

.arquivos

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Novembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds